O post de hoje será sobre os edifícios maiores do mundo e os maiores do Brasil.

Para começar, do menor pro maior, começamos com o Brasil para termos uma noção de comparação de tamanho. Na lista dos 10 maiores arranha-céus do Brasil o tamanho varia de 158 a 170 metros de altura.

Edifício Itália

Altura:  150 metros
Elevadores:  19
Andares:  46
Capacidade:  dez mil pessoas
Localização: Sâo Paulo

Edifício Itália é o segundo maior edifício do Brasil. Como destaques podemos citar o andar térreo que contém um teatro e uma galeria e os restantes andares são usados para escritório. No seu topo, como maior destaque se encontra o Terraço Itália, restaurante que permite uma visão de 360°, é um dos maiores pontos turísticos de São Paulo. Abaixo a foto ilustra a luxuosidade e a dá-nos uma noção da visão que proporciona o restaurante.

Terraço Itália: Como o próprio nome sugere, o restaurante é especializado em comida italiana.

A construção do edifício começou em 1960 e foi inaugurado em 1965, e significou a consolidação da influência dos imigrantes italianos no Brasil.

Mirante do Vale

Altura:  170 metros
Elevadores:  12
Andares:  51
Localização: São Paulo

Mirante do Vale, ou Edifício Condomínio Mirante do Vale, é o maior prédio do Brasil e se compararmos em escala de América Latina, ele é o 18° maior do mundo, para percebermos que o forte do Brasil não construção muito verticalizada. O Mirante do Vale não é muito conhecido e a fama de maior arranha-céu do Brasil constantemente é dada ao Edifício Itália, citado acima. A construção de 1959-1960 e inauguração em 1966, foi polêmica, pois a construção de uma estrutura de concreto desse tamanho era imprevista pela engenharia nacional da época, dizendo que teria de ser estrutura metálica, comumente usada em edifícios. Construído por Zarzur, arquiteto que teve a ideia de usar concreto armado, carregava o nome de Palácio de Zarzur, mas depois de sucessivas reclamações, houve um mito de que o nome daria azar para o progresso econômico vinculado ao prédio. Por isso o nome foi alterado para Mirante do Vale.

Agora veremos outra realidade, tamanhos muito maiores dos maiores edifícios do mundo.

Petronas Twin Towers

Altura: 452 metros
Telhado: 410 metros
Andares:  88
Elevadores:  78
Custo:  US$ 1,6 bilhões
Localização:  Kuala Lampur, Malásia

Fontes divergem quanto a posição do Petronas Twin Towers (ou Torres Petronas) em relação a maior altura do mundo, porque alguns consideram a antena, outros até o telhado, outros altura do último andar. As posições variam de 4° a 6° maior do mundo. Como podemos ver na foto são duas torres gêmeas com uma passarela interligando as duas. Construído em 1992 e terminado em 1998, foi o primeiro edifício a ocupar a posição de mais alto do mundo que não seja norte-americano, superando o Sears Tower. O nome Petronas Twin Towers se deve ao fato de ser propriedade da companhia governamental de petróleo Petronas da Malásia. O arquiteto argentino César Pelli esteve encarregado de construir uma obra arquitetônica com características islâmicas, já que todos edifícios foram projetados por britânicos. A duplicidade dos prédios já é uma evidencia da tradição islâmica, que é a simetria geométricas. Para ambientar mais à realidade religiosa do país, há um sala de orações voltada pra Meca. Sobre o passadiço entre as torres, houve uma simulação de incêndio dos bombeiros para transportar 15 mil pessoas de uma torre para outra, e provou-se resistente o suficiente.

Shanghai World Financial Center

Altura:  492 metros
Andares:  101
Elevadores:  31
Localização:  Xangai, China
Custo:  1 bilhão de dólares

Shanghai World Financial Center (SWFC), é atualmente o quarto maior edifício do mundo. Começou a ser contruído em 1997 e o continente asiático passou por uma série de crises e a obra foi parada, conseguindo ser terminada somente em 2008. Como peculiaridade desse arranha-céu, pode-se citar a abertura no seu topo, a qual durante a construção gerou muitas discussões e protestos, pois era uma abertura circular e diziam que remetia ao círculo do sol nascente da bandeira japonesa, e como já sabemos que a rivalidade entre os dois países é grande, qualquer ato pode surgir como pretexto para polêmicas. Depois, mandou-se que refizesse esse detalhe e colocasse um trapézio no lugar, deixando neutro e livre das más línguas. O prédio é multi-uso, sendo usado como escritórios, hotéis, salões de conferência, terraço de observação e lojas no primeiro andar.

Taipei 101

Altura:  509 metros (com antena)
Andares:  101
Elevadores:  67
Localização:  Taipei, Taiwan
Custo:  1758000000 dólares

Taipei é o terceiro maior prédio do mundo atualmente, e particularmente o considero um dos mais interessantes. Localizado em uma região com alta atividade sísmica e de tufões, exigiu muita tecnologia e reflexão por parte dos engenheiros. A ideia de construir estruturas altas surgiu com William Le Baron Jenney, que ao ver sua esposa por o livro sobre a gaiola teve a brilhante sacada de construir um prédio baseando-se nessa ideia, pois as vigas distribuíam o peso morto das paredes, dando uma nova linha de pensamento pra época. Com o Taipei 101, a sacada de William foi posta em prática.

 Um dos projetistas do arranha-céu, o arquiteto C. P. Wang se inspirou na estrutura do bambu, um ícone da cultura chinesa. Como os terremotos acontecem em Taiwan a cada 10 anos, em média, a alternativa de comparar o bambu, um material com grande elasticidade por haver vazios espaçados uniformemente entre sua estrutura cilíndrica, como vemos abaixo


Adaptando essa concepção, o arquiteto distribuiu as treliças horizontais gigantes a cada 8 andares do edifício.

Como manter um prédio livre dos tufões que chegam à velocidade de 160 km/h? o mesmo arquiteto que se baseou na estrutura do bambu, encontrou uma solução para melhorar a estabilidade contra os tufões. Dessa vez se baseou em uma ideia que os poloneses dominaram há séculos. Com um veleiro estreito, leve, os ventos podem facilmente virá-lo. Daí os poloneses pensaram em adicionar um anexo ao lado para melhorar o balanço do veleiro e ao mesmo tempo atingir velocidade maiores, como ilustrado na figura:

A mesma linha de raciocínio usou para diminuir os esforços dos ventos no edifício:

 Ok, agora mesmo ele sendo forte contra tufões, o balanço do prédio é inevitável, assim como um carro em uma estrada esburacada, ele não irá tombar, porém balançará bastante. Em um carro isso é um pouco desagradável, mas imagina em um edifício, imagina sua casa tremendo, é um desconforto enorme. Para contornar essa situação, construiu-se entre o 92° e o 87° andar uma bola de ferro gigante com o peso de 680 toneladas para diminuir o balanço do prédio pela inércia. Com a ajuda dessa e das demais tecnologias, o arranha-céu suporta um terremoto de 7 graus na escala Richter e ventos de até 450 km/h.

Abraj Al Bait Towers

Altura:  601 metros
Andares:  95
Área:  1500000 m²
Localização:  Meca, Arábia Saudita

O complexo de 7 edifícios, também chamado Mecca Royal Hotel Clock Tower, sendo o maior dentre eles o Hotel Tower com os 601 metros e os demais variando de 240 a 260 metros. Como citei na descrição, a sua área é a maior já construída, 1500000 m². Ainda possui outros recordes como a maior torre de relógio do mundo, maior mostrador de relógio do mundo( 21000 lâmpadas, podendo ser visto o relógio a uma distância de 30 quilômetros. O relógio foi projetado por alemães e suíços e custou cerca de 800 milhões de dólares) e é o segundo maior edifício do mundo. Começou a ser construído em 2004 e concluído em 2011.

Burj Khalifa

Altura:  828 metros
Andares:  160
Elevadores:  57
Custo:  4,1 bilhões de dólares
Área:  2 km²
Localização:  Dubai, Emirados Árabes Unidos

Burk Khalifa (Torre de Khalifa) é o maior edifício do mundo atualmente, com seus soberanos 828 metros de altura, localizado em um centro econômico altamente forte da região, onde a construção civil se inova e evolui a cada dia. Começou a ser construído em 2004 e terminado em 2009, e inaugurado em 4 de janeiro de 2010. O Burj Khalifa possui um centro de observação a 442 metros do solo. Com o aço usado na construção do edifício daria para fazer uma estrada férrea atravessando 1/4 da circunferência terrestre. Visto de cima, o arranha-céu tem o formato da flor-de-lótus, sagrada no oriente.
O prédio ganhou alguns recordes (2009):

Estrutura mais alta livre de cabos: 589.5 metros
Edifício com mais andares: 160
Concreto vertical (para o edifício): 601.0 metros
Concreto vertical (para qualquer construção): 601.0 metros

É muito importante lembrar que esses dados foram obtidos até abril de 2012, pois essas posições varião pois como o mercado da construção civil está aquecido e os edifícios estão subindo cada vez mais, em pouco tempo construirão novos e novos edifícios maiores. Podemos nos perguntar, por que construir um prédio tão alto? A resposta é bem simples, para o construtor, em uma área superficial pequena, a oportunidade de oferecer hotéis, lojas, salas empresariais, museus e mais uma infinidade de possibilidades, é muito grande pois como são muitos andares, consequentemente mais dinheiro entrando no bolso. Além do aspecto econômico, para países com território pequeno, é uma grande oportunidade de aproveitar o espaço, quanto mais verticalizado, maior a chance de aproveitar as terras.

Vendo a comparação das alturas, do Brasil e os demais países sedes dessas estruturas gigantescas, achamos que 828 metros é algo absurdamente grande. Isso não deixa de ser verdade se basearmos na altura do maior edifício brasileiro. Porém a Arábia Saudita já tem em planos construir o maior arranha-céu do mundo, Kingdom Tower com custo preliminar de 28 bilhões de dóalres e com altura de 1600 metros!!!!!! Quase o dobro da altura do Burj Khalifa.

Anúncios