Requiem for a Dream

Podemos intervir na mente daqueles que se suicidam minutos antes? Temos como fazer o drogado em fase terminal parar de usar drogas, sendo que sem elas, ele sente dor? A resposta mais ouvida com certeza será constituída de uma só palavra: não.

Um menor de idade, pobre, que está faminto, sem esperanças de um futuro, assistindo sempre à mortes; e seus pais, desempregados, que vivem nas periferias e favelas; onde não existem muitas opções de sustento e vendo sua família em situação ruim. Este, assim como qualquer ser vivo, fará tudo o que for necessário para sobreviver. E para isso, precisamos de dinheiro. Para alguém que não tem estudos, nem perspectiva de vida, ser influenciado pelo tráfico será fácil.

Agora, um artista famoso, rico, casas grandes, viagens, dinheiro, mulheres. Para este, com dinheiro, esses prazeres tão comuns não são mais o suficientes para se satisfazer . Ou ainda, por querer expressar rebeldia, um jovem de classe média, quer pertencer à um determinado grupo “diferenciado”. E ainda, a exposição da mídia para as drogas. Ambos procuraram drogas, e acharam que são livres, originais, únicos. Quando na verdade essa liberdade é falsa.

Agora a pergunta: Quem procura quem? Qual a ligação entre o menor pobre faminto, e as duas outras pessoas e o traficante de drogas?

Os traficantes de droga existem porque os drogados existem? Ou os drogados existem por que os traficantes de droga existem? Vejamos que a questão não é mais se é errado ou certo, bom ou ruim as pessoas usarem drogas, isso já é senso comum. O principal problema é que o tráfico é como um produto que está no supermercado, e que se as pessoas pararem de o comprar, ele sairá de linha. Ou seja, o tráfico de drogas é financiado pelos consumidores de drogas. E não é que devemos desconsiderar a culpa que os traficantes adultos exercem sobre as crianças e jovens, e sim entender o que acontece realmente.

A solução para combater a violência e o tráfico de drogas, muito praticado por crianças, é principalmente, combater o consumo de drogas. Que plantem maconha, estes que querem usá-las em vez de financiar o tráfico. Ou ainda, que esse menor de idade, mesmo que sua família seja desestruturada e fragilizada material e emocionalmente, tenha opções de vida e estudo, para viver melhor, para ter uma perspectiva de vida, para desenvolver-se. A educação é tudo.

Anúncios