Título Original:  La Piel que Habito

País:  Espanha

Ano:  2011

Duração:  120 minutos

Gêneros:  Drama, Mistério, Suspense

Direção:  Pedro Almodóvar

Roteiro:  Pedro Almodóvar, Thierry Jonquet

Elenco:

Antonio Banderas
Elena Anaya
Marisa Paredes
Jan Cornet
Roberto Álamo

Formato:  RMVB

Tamanho:  416 MB

Legendado:  Português/BR

Sinopse:

Desde que a sua mulher foi vítima de um acidente de automóvel, o doutor Robert Ledgard, eminente cirurgião estético, dedica-se à criação de uma nova pele graças à qual poderia salvá-la. Doze anos após o drama, Robert consegue cultivar uma pele que é uma verdadeira couraça contra todas as agressões. Para além de muitos anos de investigação e de experimentação, Robert precisa de um cobaia, de um cumplice e de uma ausência total de escrúpulos. Os escrúpulos nunca o afogaram. Marília, a mulher que se ocupou de Robert desde o dia em que nasceu, é a cumplice a mais fiel do mundo. Quanto à cobaia…

Download

Comentário:

Moral. Suspense. Luxúria. Robert. Suicídio. Trilha. Ficção. Status. Aceitação. Poder. Noir. Prisão. Estilo. Marília. Fotografia.  Homossexualismo? Vingança. Atuações. Vera Vicente. Poético. Casamento. Drama. Almodóvar…

É assim que, inicialmente vejo o filme: belíssimo, como se fosse um quadro cubista, onde o passado e o presente se interlaçam, como o céu e o mar no horizonte. Personagens que são apresentados o tempo todo e que, não entendemos a importância deles, ou o porquê estão ali devido a forma “jogada” que são apresentados.

Inicia-se com uma introdução arrepiante, que me fez pelo menos pensar, que Vera, era uma cliente do Dr. Robert. Mas percebe-se que é na realidade um aprisionamento que ela sofre, e que, não aceita tal fato por tentar suicídio. Muito estranho, por sinal, por que, ao invés de cortar a jugular, corta os seios. Isso ocorre por que, queria desmerecer e provocar o Doutor, que os fez de forma muito bela. Baseado na obra “Tarântula”, de Thierry Jonquet, “A pele que habito” é espetacular. Um despertar de muitas reflexões sobre quem somos.

O Doutor faz um tratamento para deixar a pele de Vera perfeita, que protege o corpo real. A princípio parece algo um pouco superficial, querer deixar a pele de alguém perfeita. Mas, depois entendemos que na realidade, Robert não superou a morte de sua mulher e de sua filha. Ambas mortas porque tiveram uma agressão física. A primeira sofreu queimaduras muito intensas e a segunda fora estuprada. Depois disso, entendemos o porquê da sua obsessão, e mesmo assim, não o julgamos como alguém ruim. Eu, pelo contrário, achei a vingança que ele deu a Vicente a melhor possível. Quando Robert dopa Vicente e o põe na maca, sentia que seria feito uma vaginoplastia.

Ele é frio com Vera, e ela parece o seduzir e o desejar. Mas só quando esta é estuprada por Tigre, seu irmão, é que transforma-se e passa a trata-la bem e abrir-se, dormem juntos. Nesse momento, através de um pesadelo de Robert, Almodóvar faz um flashback, mostrando quem é Vera, e o que aconteceu.

Acredito que a transformação de Vicente em mulher pode ser uma metáfora que Almodóvar usa para mostrar como os homossexuais se sentem: presos a um corpo que não condiz com seu interior. Visto que o diretor tenta sempre retratar em seus filmes a cultura gay.

Apesar de Vicente relutar, parece ser muito passivo em muitas situações. E isso é muito intrigante, ele está aceitando sua transformação, por quê? O que você faria se estivesse aprisionado no corpo do sexo oposto? Nosso corpo determina quem nós somos?

É essa talvez, a pergunta que pode responder por que Vicente aceitou sua transformação. No fundo podia continuar homem, e não necessitar de um corpo para afirmar isso, por que o conceito de Ser Humano vai muito além de sexo, é muito mais complexo.

Por outro lado, o corpo determinou quem ele é. E não só com Vicente, mas o corpo de algumas pessoas determina quem ela é, de alguma forma. Sair dessa nova concepção de determinismo demonstrada profundamente por Almodóvar deve ser realmente difícil.

Às vezes encontramos alguém muito bonito, que, por causa disso é popular, mas ao conhecer a pessoa, pode acontecer duas coisas: Ou a pessoa é realmente legal e merece sua reputação, ou a pessoa é alguém que não tem nada demais, e muitas vezes ainda é chata e tem complexo de superioridade. Outros exemplos de determinismo físico atuando são modelos, atores ou cantores, que acabam sendo tão explorados pela mídia que acabam crescendo muito rápido e tornando-se pessoas das quais não tinham certeza que queriam ser. Penso que a atriz da Disney, Selena Gomez, é um desses casos. Ela é talentosa até que ponto? Bom, isso eu não consigo dizer, só observo que, ela está em muitas minisséries e filmes, que tem relacionamentos com famosos e, agora, depois de tanto tempo sendo atriz, virou cantora de música “pop teen”. Por que virou cantora? Obviamente sua produtora e equipe da Disney Channel, para ganhar audiência e para promovê-la, visto que ela é como um objeto para o canal fez isso para que ela se transformasse em cantora. É como se a Disney fosse a pele, e Selena um alguém. E sua pele determinasse quem ela é.

Por isso me pergunto: Ao mudar seu corpo, Vicente também mudou seu interior e sua identidade? O vestígio disso que encontro no filme, além da sua passividade, é o fato de, além de ter relação sexual com seu ‘criador’, ele também hesita e chora ao mata-lo.

E, como disse em outro texto aqui no blog, eu percebo que só sabemos quem somos por causa da existência dos outros. Eles dizem o que veem de nós, quem nós somos, mesmo não conhecendo muito bem quem eles mesmos são. Muitas coisas que as pessoas fazem são por causa do outro. E às vezes este diz algo que você não percebe.

Nesse caso, Robert seria o outro, e diria a Vicente que este se chama Vera. E só lembra que é um homem, quando vê a foto no jornal e percebe que está preso, e que tem que fugir. Até esse momento, parece claro que ele está passivo e aceitando sua situação. Isso por que, de tanto Robert dizer que ele era Vera e por causa de sua aparência, acreditara que era uma mulher. Até no momento em que o colega de trabalho de Robert, que o ameaça, aparece, Vicente diz ter sido sempre uma mulher.

E, no mundo de hoje, existem artifícios que escondem quem você é, como o dinheiro, que se torna fácil não se conhecer. No filme esse artifício torna-se a pele. Mas às vezes, no mundo real, esses artifícios escondem que você é um bosta, e as pessoas só te conhecem superficialmente ou ainda, você mesmo se conhece superficialmente. As pessoas que possuem uma beleza no padrão de hoje, também são vista diferentemente, ficam escondidas atrás de suas belezas, e os ricos, escondidos atrás de seu dinheiro.

Almodóvar inova seu cinema. Apesar de o gênero principal de todas as suas histórias ser o Drama, ele sempre criou outros gêneros “satélites” , como a comédia, presente na maioria de seus filmes, como “Mulheres à beira de um ataque de nervos”. Nesse caso, é o thriller.

NOTA IMDB

Anúncios