Bom, pra começar, o cinema nacional passou por uma época chamada pornochancado, começada nos anos 70, passando forte pelos anos 80, rendeu várias pérolas como na maioria dos exemplos desse top 10. Clássicos como “Pistoleiro chamado Papaco” conquistou as primeiras posições merecidamente por diálogos totalmente surpreendentes, ou como no diálogo dos jogadores de futebol Casagrande e o Pelé. Mas não é só desse estilo que o cinema nacional vive de pérolas, os recentes “Meu nome não é Johnny”, “Cidade de Deus” ou “Tropa de Elite” também apresentam falas sem noção que marcam o filme. Os palavrões criativos são os pontos fortes dos filmes sem abordagem sexual. Enfim, um top 10 que merece ser visto.

Anúncios