Planeta Terra, moradia de tudo o que conhecemos e desconhecemos. Museu em construção constante pela humanidade. E ao mesmo tempo em que somos seus engenheiros, somos seus destruidores, e o modificamos conforme nossos interesses. E estamos prestes a mudá-lo novamente, pois a humanidade terá, até o fim do ano, 7 bilhões de filhos. Nós, como nunca antes, teremo melhores condições de vida do que em outras épocas: educação, saúde, liberdade de expressão, acesso cultural amplificado, interação com todo o mundo; e ao mesmo tempo teremos os mais diversos e difíceis desafios a enfrentar.

A mudança de comportamento será muito boa. Assim como há países emergindo, há famílias também, há muitas em muitos países. Tornou-se fácil emergir, para quem quiser entrar no mercado de trabalho, necessitarão de estudo especializado. Já aos países subdesenvolvidos sugiro que levemos o estudo, para poderem pensar melhor sobre si mesmos e suas famílias, e assim passarão a serem planejadas em benefício próprio, em busca a melhoria de vida. Se isso ocorrer, virão mudanças boas para o bem social.

Porém as mudanças ambientais é que não são boas, vem aumentado junto ao número de habitantes no planeta. O consumo aumentará, assim como a produção e o número de empregos. Um bem para a economia. Para a economia.

Concorrências e crises surgirão novamente por causa da necessidade das fontes energéticas renováveis, água, território, mais de 7 bilhões de causas para um conflito.

O aumento populacional pode realizar o que a desigualdade não pode: fazer as pessoas se conscientizarem dos problemas ambientais que causam, já que isso será uma ameaça a elas.

Mesmo com o grande número de pessoas, 7 bilhões, como é mostrado no vídeo, ocupam Los Angeles, logo o espaço não é problema, e sim a forma como crescemos rápido.

Para conquistarmos um mundo com mais igualdade e consciência é preciso que a tecnologia esteja voltada à vida, e não ao capital e consumo como está. Teremos de redefinir muitas áreas e agora, pois não podemos esperar mais nenhum minuto, já que nesse minuto, trezentas pessoas nascem.

Anúncios