Archive for julho, 2011


Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

Título Original:  Annie Hall

País:  EUA

Ano:  1977

Duração:  93 minutos

Gênero:  Comédia, Romance

Direção:  Woody Allen

Roteiro:  Woody Allen, Marshall Brickman

Elenco:

Woody Allen
Diane Keaton
Tony Roberts
Carol Kane
Paul Simon
Janet Margolin
Shelley Duvall
Chrsitopher Walken
Colleen Dewhurst

Formato:  RMVB

Tamanho:  290 MB

Legendado:  Português/BR

Sinopse:

Alvy Singer (Woody Allen), um humorista judeu e divorciado que faz análise há quinze anos, acaba se apaixonando por Annie Hall (Diane Keaton), uma cantora em início de carreira com uma cabeça um pouco complicada. Em um curto espaço de tempo eles estão morando juntos, mas depois de um certo período crises conjugais começam a se fazer sentir entre os dois.

Download

Comentário:

O filme conta a história de Alvy Singer (Woody Allen) gira em torno de sua história com Annie Hall, que, aliás, é o nome original do filme. O filme já inicia com um discurso longo do protagonista, introduzindo um pouco de sua história. No enredo encontram-se inúmeras digressões, indo e voltando no tempo, com criatividade sublime do diretor em mostrar de um modo peculiar. Como exemplo disso pode-se citar quando ele volta na cena da escola, quando voltam o casal e o amigo para mostrar uma cena vivida por ele, são modos de retratar o passado, como se fosse a descrição perfeitamente feita de modo que parecesse real a quem escuta. O mau humor e a sinceridade de Alvy se combinam, rendendo situações engraçadas com humor de alta qualidade. Cenas como na fila do cinema, a frase de Alvy “você é a melhor tenista e a pior motorista” ajudam a concluir essas características citadas. Annie é distraída e é facilmente enrolada por Alvy em suas frases célebres, com teorias conspiradoras sobre tudo. As técnicas como as mensagens subliminares no diálogo na varanda entre Alvy e Annie e as conversas paralelas com o público são únicas e originais. O filme prende do começo ao fim, por ter diálogos hipnotizantes a ponto de não deixar piscar o olho para não perder cada segundo de genialidade de Woody Allen não só como ator, mas também como diretor.

http://www.imdb.com/title/tt0075686/

Anúncios

Adagio – Dominate

Adagio é uma banda de Prog/Power Metal, formada em 2000, tem como características marcantes os temas obscuros e a orquestra, dando um som neoclássico, e pesado, com até alguns guturais executados pelo grande guitarrista Stephan Forté. Os destaques da banda são Stephan Forté e Franck Hermanny por nunca terem saído da banda e serem bastante virtuosos, deixando a banda bem técnica. A banda trocou bastante seus membros, pelo relativo pouco tempo de vida.

Ano:  2005

País:  França

Membros:

Gus Monsanto – Vocal
Stephan Forté – Guitarra
Franck Hermanny – Baixo
Eric Lebailly – Bateria
Kevin Codfert – Teclado

Comentário:

Dominate é um álbum do tipo que não tem altos e baixos, da primeira à última música segue um nível incrível de qualidade sonora. A música “Dominate” começa com uma introdução sombria, as constantes demonstrações da técnica apuradíssima de Stephan Forté tanto nos guturais quanto nos riffs e solos fazem toda a diferença. A presença inédita em seu primeiro álbum com a banda, destaca Gus Monsanto, vocalista brasileiro, não famoso entre seus conterrâneos, mas prova nesse álbum sua capacidade e voz para acompanhar uma banda com um som tão bem feito. Monsanto em 2008 saiu da banda e entrou em um projeto de Tolkki, Revolution Renaissance, a qual pertence até hoje. A música “Children of Dead Lake” merece um destaque por usar os teclados muito bem encaixados em partes com cadência típica de escalas menores compostas brilhantemente junto com as guitarras, com som pesado, outro destaque para um solo no meio da música. A música “Fame” é um cover famoso adaptando um estilo pop para esse complexo estilo único da banda. Com certeza é um álbum bem obscuro da banda, pra começar pela capa, letras fortes.

01. Dominate
02. Fire Forever
03. Terror Jungle
04. Children Of The Dead Lake
05. R’Lyeh The Dead
06. The Darkitecht
07. Kissing The Crow
08. Fame
09. Undying

Tamanho:  76 MB

Download

 

Nevermore – Dead Heart in a Dead World

Nevermore é uma banda que mistura estilos como Trash Metal, Prog Metal e influências de outros estilos, formada em 1991. A banda passou por uma mudança de nome antes Sanctuary, depois Nevermore. A banda é marcada pelo grande guitarrista Jeff Loomis e o vocal marcante e inconfundível de Warrel Dane.

Ano:  2000

País:  EUA

Membros:

Warrel Dane – vocal
Jeff Loomis – guitarra
Jim Sheppard – baixo
Van Williams – bateria

Comentário:

O álbum “Dead Heart in a Dead World” é famoso pelos fãs e considerado por esses como seu melhor álbum e também concordo. Marca a transição para uma fase mais moderna e com sons mais pesados, devido a presença de uma nova guitarra de 7 cordas usada por Jeff Loomis. Tal transição agradou muito aos fãs, e reforçou a identidade da banda. O som da banda tornou-se único a partir desse lançamento, não alterando o estilo porém. Destacam-se as músicas “Believe in Nothing” que destacou-se por ser uma balada marcante, que ajudou bastante a difundir o som da banda, “Heart Collector” grande som que não é veloz mas com uma melodia incrível, ” River Dragon Has Come” excelente pela introdução lenta e logo em seguida se torna rápida assim como a última faixa-título “Dead Heart in a Dead World”, ambas destaques. O vocal de Warrel Dane sempre destaca e dessa vez suas letras se destacam mais em relação aos álbuns anteriores por serem mais críticas, assim como na musica “Dead Heart in a Dead World”.

01. Narcosynthesis
02. We Disintegrate
03. Inside Four Walls
04. Evolution 169
05. The River Dragon Has Come
06. The Heart Collector
07. Engines of Hate
08. The Sound of Silence
09. Insignificant
10. Believe in Nothing
11. Dead Heart in a Dead World

Tamanho: 76 MB

Download

 

O Gosto da Vingança

Título Original:  Dalkomhan insaeng

País:  Coreia do Sul

Ano:  2005

Duração:  120 minutos

Gênero:  Ação, Drama, Policial

Direção:  Jee-woon Kim

Roteiro:  Jee-woon Kim

Elenco:

Byung-hun Lee
Min-a Shin
Jeong-min Hwang
Ku Jin
Yeong-cheol Kim
Roe-ha Kim
Gi-yeong Lee

Formato:  AVI

Tamanho:  1,4 GB

Legendado:  Português/BR

Sinopse:

Sun-woo é o homem de confiança de Kang, um poderoso chefão da máfia. Sua nova missão é vigiar a jovem namorada de Kang para descobrir se ela tem um amante e, se confirmado, assassinar o casal. Quando ele finalmente encontra a garota com outro homem, ao invés de matá-los, Sun-woo resolve ajudar os dois a fugir do mafioso, em uma atitude inesperada e incoerente com sua reputação de assassino frio. Kang, inconformado com a traição, manda matar Sun-woo, que reage com uma vingança sangrenta e brutal.

Download

CD 1:

Parte 1  Parte 2  Parte 3  Parte 4  Parte 5  Parte 6  Parte 7

CD 2:

Parte 1  Parte 2  Parte 3  Parte 4  Parte 5  Parte 6  Parte 7  Parte 8

Comentário:

Sun-woo, protagonista interpretado por Byung Hun Lee, faz serviços há sete anos para o chefe da máfia Kang. Desconfiado estar sendo traído por sua namorada, dá a missão simples para Sun-woo vigiá-la na sua ausência. Heesoo, namorada de Kang, convive com Sun-woo e este sugere algum interesse, demonstrado quando se nega a matá-la ao flagrá-la com outro homem. Depois, Sun-woo arruma confusão com o presidente Baek, que o sequestra. Esse fato, aliado a desobediência ao chefe quase desencadeia em sua morte. Os jogos com a câmera são pontos muito fortes de sensação como quando o ódio acumulado é mostrado com a vibração da câmera; ou os closes demorados em pequenas partes como a pia cheia de sangue, nas refeições, o tédio pelas cenas do relógio. A trilha sonora é uma grande aliada do filme. Esta contrasta várias vezes com as belas cenas de violência, com excelente destreza de Byung Lee na execução de seus golpes. Essa película tem muito em comum com seus conterrâneos, o estilo coreano de dirigir filmes. Por exemplo, a poesia por trás de histórias aparentemente comuns, o tema vingança abordado inteligentemente com mensagens profundas. O personagem Sun-woo possui uma grande fama de frio e calculista e nunca desapontou seu chefe. A honra e o sincero amor o fizeram lutar até o fim contra todos, se vingando um por um. A partir de certo momento sua vida se baseou em se vingar apenas e o amor pela jovem perdeu todo sentido quando todos o insultavam. A beleza pelas mensagens na introdução e fim do filme o difere pelo tédio causado por uma mudança de vida totalmente ativa para uma vida pacata de vigilância, a qual desencadeou sentimentos que antes não havia tempo para sentir. O sorriso de Sun-woo confirma que sua paixão esquentou a sua frieza vivida por sete anos, talvez mais.

http://www.imdb.com/title/tt0456912/

Ensaio sobre a Cegueira

Título Original:  Blindness

País:  Canadá, Brasil, Japão

Ano:  2008

Duração:  120 minutos

Gênero:  Drama, Suspense

Direção:  Fernando Meirelles

Roteiro:  Don McKellar, José Saramago

Elenco:

Julianne Moore
Mark Ruffalo
Alice Braga
Danny Glover
Gael Garcia Bernal

Formato:  RMVB

Tamanho: 465 MB

Legenda:  Português/BR

Sinopse:

Uma inédita e inexplicável epidemia de cegueira atinge uma cidade. Chamada de “cegueira branca”, já que as pessoas atingidas apenas passam a ver uma superfície leitosa, a doença surge inicialmente em um homem no trânsito e, pouco a pouco, se espalha pelo país. À medida que os afetados são colocados em quarentena e os serviços oferecidos pelo Estado começam a falhar as pessoas passam a lutar por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários. Nesta situação a única pessoa que ainda consegue enxergar é a mulher de um médico (Julianne Moore), que juntamente com um grupo de internos tenta encontrar a humanidade perdida.

Download

Parte 1  Parte 2

Comentário:

Ensaio sobre a Cegueira é um filme sobre ficção que mostra a sociedade diante de um fato inesperado: como um sentido retirado de todos, causa uma grande transformação nos comportamentos humanos. No início do filme, um japonês (Yusuke Iseya) dirige seu carro e de repente perde sua visão, sem motivo algum. Um ladrão (Don Mckellar) se finge de amigo e o rouba. Indo com sua mulher no oftalmologista, esse diz que sua visão está perfeita. Portanto, a cegueira tem motivo misterioso. Os primeiros cegos foram trancados em um local, vigiados e alimentados por autoridades, pois suspeitavam ser contagiosa essa cegueira. Em pouco tempo a cegueira espalhou-se por toda cidade, exceto uma mulher (Julianne Moore), a qual foi trancada também.

Em meio a tantos cegos, o filme focalizou a atenção na “prisão”. Sem visão, rapidamente a pequena sociedade dessa prisão tornou-se uma completa desorganização, sujando todo o espaço. Devido a total desordem, as máscaras dos personagens caem e a luta pela sobrevivência e o egoísmo de cada um prevalece. Com a comida dos seus lados, as autoridades chantageiam os prisioneiros desonradamente, passando os limites da ética e moral. Se todos quiserem ser livres terão que lutar, assumir que estão cegos, que são incapazes de muitas coisas, aceitando as humilhações. Porém a presença de uma mulher, esposa do médico e única a enxergar, faz com que todos se apóiem nela, cabendo a ela essa missão de acabar com a injustiça que seus amigos enfrentam. O ditado “Na terra de cego quem tem olho é rei” pode ser interpretado das duas formas possíveis. Nesse caso, os olhos estão do lado daquele que é o líder por ter algo a mais, o fardo que este carrega ao tentar fazer sua justiça contra o mal, e nesse caso a mulher faz contra abuso de mulheres e chantagem.

Ao achar a saída, ela grita: Estamos livres! E com sua ajuda, saem um grupo. A cidade encontrava-se completamente devastada de lixo e mendigos cegos implorando e roubando comida como zumbis. Será que estão livres realmente? Conseguiria os cegos viverem sozinhos? Seriam livres para fazer o que quiserem? E o que tem que ser feito para sobreviver?

O diretor Fernando Meirelles conseguiu passar a mensagem que a sociedade quando é posta em risco de vida, passar fome, caem todas as máscaras; seus desejos afloram, o egocentrismo obstrui qualquer barreira. As pessoas perdem o senso moral e até pudor, como é visto na cena em que duas pessoas transam em lugar nada escondido, pois sabem que ninguém os enxergarão. No momento que estão presos, tem-se a ideia de dividir as tarefas para tentar organizar as comidas. A primeira vista isso parecia funcionar, como uma tentativa de se ajudarem. Mas em seguida, a corrupção tomou conta daqueles que possuíam a comida. Isso demonstra toda a podridão de uma sociedade que não está preparada para pensarem equipe. Muitos reclamam dos políticos que roubam e se corrompem etc, mas será que todos nós somos capazes de exercer um comando em equipe? Será que o poder tomaria conta de nós e transformaria nossas cabeças assim como eles? Até onde nossa moral e ética são fortes?

http://www.imdb.com/title/tt0861689/

Sentenced – The Funeral Album

Sentenced é uma banda com estilo indefinido pois passou de uma fase 1989-1995 com o vocalista Taneli Jarva que cantava com voz agressiva, som parecido com In Flames também no começo da carreira, para a fase 1996-2005 com Ville Laihiala nos vocais mudando bastante o estilo, deixando o som mais “calmo”. No álbum Amok (1995) a banda já diminui o ritmo acelerado com músicas como “Nepenthe”. E logo em 1996 a banda assume essa nova característica e Ville se enquadra perfeitamente com a proposta, um som mais harmonioso e lento.

Ano:  2005

País:  Finlândia

Membros:

Ville Laihiala – Vocal
Miika Tenkula – Guitarra
Sami Lopakka – Guitarrra
Sami Kukkohovi – Baixo
Vesa Ranta – Bateria

Comentário:

The Funeral Album é o último e mais sombrio álbum da banda. As letras são extramamente densas, negativas assim como seus últimos álbuns caminhavam. O sentido desse álbum é muito forte e nada menos que a despedida da banda, 13 músicas de despedida da forma mais intensa e pessimista possível. O nome ” The Funeral Album” tem um sentido muito peculiar pois é o enterro da banda mesmo, já que os integrantes decidiram se dedicar a suas famílias. Após 16 anos de carreira, a banda decide parar e parece que planejam isso há anos e fecham com chave de ouro com esse grande trabalho, repleto de boas músicas como “Ever-Frost”, “Her Last 5 Minutes”, “Vengeance is Mine” e é claro “End of the Road”. A última é carregada de emoção, por ser a última musica composta e último adeus aos fãs. E o que mais chama a atenção dela é que ela caminha triste, como as despedidas costumam ser, mas de repente no meio ela surpreende com uma animação incrível, principalmente no último show, Buried Alive, em 2006, quando o vocalista se emociona antes de tocar a sua última canção de sua carreira e a música termina com grande empolgação do público e dos seus integrantes, sendo as últimas palavras do Ville Laihiala: ” See you in hell!! “.

01. May Today Become the Day
02. Ever-Frost
03. We Are but Falling Leaves
04. Her Last 5 Minutes
05. Where Waters Fall Frozen
06. Despair-Ridden Hearts
07. Vengeance Is Mine
08. A Long Way to Nowhere
09. Consider Us Dead
10. Lower the Flags
11. Drain Me
12. Karu
13. End of the Road

Tamanho:  59 MB

Download

 

Vermelho como o Céu


Título Original:  Rosso come il cielo

País:  Itália

Ano:  2007

Duração: 96 minutos

Gênero:  Drama

Direção:  Cristiano Bortone

Roteiro:  Cristiano Bortone, Monica Simeone, Monica Zapelli, Paolo Sassaneli, Vladan Radovic

Elenco:

Francesco Campobasso
Luca Capriotti
Simone Colombari
Marco Cocci

Formato:  RMVB

Tamanho:  540 MB

Legendado:  Português/BR

Sinopse

Anos 70. Mirco (Luca Capriotti) é um garoto toscano de 10 anos que é apaixonado pelo cinema. Entretanto, após um acidente, ele perde a visão. Rejeitado pela escola pública, que não o considera uma criança normal, ele é enviado a um instituto de deficientes visuais em Gênova. Lá descobre um velho gravador, com o qual passa a criar estórias sonoras.

Download

Comentário:

Vermelho como Céu apresenta uma história real do menino Mirco (Luca Capriotti) que, aos dez anos, ficou cego devido a um acidente doméstico. Como na Itália não era possível deficientes visuais pertencerem a escolas de alunos “normais”, Mirco foi mandado a um colégio interno de cunho religioso para deficientes visuais. Seu professor, Don Giulio, logo mostra-se amigo, tentando dar sentido à aprender braile, ele diz à Mirco, quando alega enxergar: “Se você tem cinco sentidos, para que usar só um?” Depois passa uma tarefa à sala sobre as quatro estações. Quando Mirco encontra um gravador no colégio, começa a gravar os sons para seu trabalho e depois para criar uma história fantástica, que o diretor, Crisatiano Bortone, a incorpora ao filme, transformando os lugares da escola na história de Mirco, dando vida e realidade a ela. Com esse trabalho, aos poucos Mirco descobre, juntamente com Francesca, que ele tem uma habilidade incrível de reproduzir histórias através de sons. Porém o trabalho é reprimido pelo diretor, um homem que durante a infância enxergara, e guarda rancor por ter perdido esse sentido. Não acredita que as crianças tenham alguma capacidade além daquelas que lhes são dadas, acredita que estão ali para aprender o que praticaram no futuro.

Observa-se que quando Mirco chega, existe um garoto, Valério, que é conhecido como briguento e os demais estudantes fazem tudo o que ele quer. Ao verem que Mirco está com um projeto interessante, se candidatam, e Mirco coloca mais vozes em sua história, inclusive Valério. Observa-se que aos poucos Mirco está integrando os colegas, Valério pára de incomodar principalmente Felice e passam a dar boas risadas juntos, como quando foram ao cinema. Naquele momento percebe-se que o Cinema une todas as pessoas que o apreciam e pode ser entendido por todos. É um belo momento do filme. Don Giulio percebe o talento de Mirco e passa a incentivá-lo a aflorar seu talento. Com ajuda dos estudantes, reunidos pelo amigo de Francesca e Mirco, fazem um protesto contra o conservadorismo e Don Giulio, a expulsão injusta de Mirco. É importante citar como o filme fez mais uma homenagem ao cinema, pelo amor dos personagens ao entrar em um cinema, e resgata a emotividade do cinema italiano, com um filme altamente emocionante. Mirco é um personagem único, corajoso, do tipo que arrisca tudo para ser quem quer ser e fazer o que quiser, mesmo que pra isso quebre as “regras”, e soube aproveitar o sentido e tirar grande proveito disso, um grande herói. Provando que heróis existem e não tem super poderes, que às vezes tem menos do que muitos, porém tem algo dentro deles que os fazem serem super-heróis.

http://www.imdb.com/title/tt0450121/

Thriller – Um Filme Cruel

Título Original:  Thriller – En Grym Film

País:  Suécia

Ano:  1974

Duração:  104 minutos

Gêneros:  Drama, Thriller

Direção:  Bo Arne Vibenius

Roteiro:  Bo Arne Vibenius

Elenco:

Christina Lindberg
Heinz Hopf
Despina Tomazani
Per-Axel Arosenius

Formato:  RMVB

Tamanho:  350 MB

Legendado:  Português/BR

Sinopse

Frigga (Christina Lindberg) vive com seus pais numa fazenda. Incapaz de falar devido a um trauma de infância, a jovem passa a participar de sessões de terapia. Um dia, após perder o ônibus, cai na lábia de um aparentemente educado rapaz, que a droga e a transforma numa prostituta para sustentar seu vício em heroína. Com o dinheiro ganho na vida fácil, Frigga inicia seu treinamento, esperando o momento certo de iniciar uma cruel vingança.

Download

Comentário:

Com um começo já incomum, Thriller mostra que causará ainda muito impacto com um estupro, não explícito, de uma criança.

Assim é criada a jovem, que após o trauma torna-se muda. Seu ódio apenas começa a nascer dentro si. Após ser drogada e obrigada a se prostituir para manter seu vício e manter-se viva, acima de tudo. Viciada em heroína agora, o diretor sueco Vibenius, explora bastante as humilhações que Madeleine passa, com câmeras focalizando o sexo totalmente explícito inúmeras vezes. Sem poder falar e acumulando tanto ódio, Madeleine começa a planejar sua vingança contra todos que a humilham. Começa a aprender a manipular uma arma,  atirar, faz aulas de Karatê e aprende a fazer manobras com carro, para fugir ou perseguir suas vítimas. Sua disciplina tanto nos treinamentos quanto em juntar dinheiro para sua vingança ser completa mostra como sua vida está obstinada apenas para sua vingança. As cenas lentas de brigas, sons bizarros dos personagens quando as balas os perfuram e o tapa-olho influenciaram muito o Tarantino em Kill Bill, inclusive o fato de ser uma vingança feminina e,  o Tarantino recomenda esse grande filme do diretor Bo Arne Vibenius, que é braço direito do ícone do cinema, Ingmar Bergman, que apenas dirigiu dois filmes, sendo o outro Breaking Point. Com certeza ser assistente abriu sua mente para ter idéias brilhantes como ter feito esse grande filme que influenciou muitos diretores pelo impacto que é tratado o tema vingança.

http://www.imdb.com/title/tt0072285/

Ano: 2008

País: Alemanha

Membros:

James Labrie
Thomas Dewald
Vladimir Grishko
Dirk Ulrich

Comentário:

TSR é um projeto do vocalista James LaBrie da banda Dream Theater juntamente com três tenores Grishko, Dewald e Ulrich. Misturam clássicos de grandes nomes da música como Luciano Pavarotti, Placido Domingo, Jose Carreras, Frank Sinatra,  com heavy metal. A voz aguda de James LaBrie se destaca no meio dos três tenores, apesar de sua voz estar desgastada pelo tempo. Passagens como na primeira faixa, Nessun Dorma, a voz de LaBrie substitui a grande performance de Pavarotti da música original (que aliás é de arrepiar) com uma bela continuação de uma voz começa pelo tenor e terminada por James, foi uma inteligente alternativa de tais compositores de adaptarem ao Heavy Metal e não apenas um cover com tenor. Esse projeto infelizmente só gravou esse álbum.

01. Nessun Dorma
02. My way
03. Moon river
04. Singing in the rain
05. Granada
06. Tu, ca nun chiagne
07. Ochi tchorniye
08. Memories
09. Cielito lindo
10. Tonight
11. Libiamo ne’lieti calici
12. La donna e mobile
13. Non ti scordar di me
14. O sole mio
15. Das is mein ganzes herz
16. With a song in my heart
17. Dorogoi dlinnoyu
18. America
19. Funiculi funicula
20. Brazil
21. Pourquoi me reveiller

Tamanho:  43 MB

Download